Gaudenzi diz que obras no Aeroporto de Guarulhos precisam ficar prontas até metade de 2009

Depois de participar de audiência pública na Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara dos Deputados, Gaudenzi disse que ainda há “uma folga” para operação do maior aeroporto do país, mas que o fim das obras, iniciadas no ano passado, não pode se estender

Sefaz multa contribuintes em mais de R$ 1 milhão
Edital para licitar dragagem dos Portos do Paraná sairá em março
Toyota reduz em 53% produção mundial

As obras de reforma da pista principal do aeroporto de Guarulhos (SP) devem ficar prontas até a metade do próximo ano para evitar que o terminal pare de operar. A afirmação foi feita ontem (25) pelo presidente da Empresa Brasileira de Infra- Estrutura Aeroportuária (Infraero), Sérgio Gaudenzi.

Depois de participar de audiência pública na Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara dos Deputados, Gaudenzi disse que ainda há  “uma folga” para operação do maior aeroporto do país, mas que o fim das obras, iniciadas no ano passado, não pode se estender.

“Guarulhos, neste momento, não corre risco de parar. É um caso que dá para resolver”, disse o presidente da Infraero em relação à reforma. “Queria ter isso antes do meio do ano porque é uma segurança que temos para não parar”, completou Gaudenzi.

O presidente da Infraero disse ainda que, dos aeroportos do país em reformas, o do estado do Amapá é o que tem a situação mais “complicada”.  De acordo ele, a Infraero terá que ir à Justiça para suspender a licitação vencida pela responsável pelas obras, já que o consórcio vencedor da disputa não está conseguindo realizá-las.

Sobre os aeroportos de Vitória (ES) e Goiânia (GO) Gaudenzi afirmou que os problemas relacionados com as reformas estão sendo contornados.(Ivan Richard-Repórter da Agência Brasil)

Link para a matéria

COMMENTS