GOL perde R$ 48 milhões com operações de hedge

Em 30 de junho a companhia possuía hegde de aproximadamente 55% e 19% do consumo de combustível para o terceiro e quarto trimestres deste ano

Projeto de duplicação da 381 deve ser assinado esta semana
Carteiras de leasing e CDC crescem 20,7%
Porsche vira majoritária na VW

A GOL informou ontem que os impactos dos ganhos de hedge cambial e das perdas em hedge de combustível no terceiro trimestre geraram perda líquida em torno de R$ 48 milhões, conforme atualização de projeção financeira.

Em 30 de junho a companhia possuía hegde de aproximadamente 55% e 19% do consumo de combustível para o terceiro e quarto trimestres deste ano, com preço médio de petróleo em torno dos US$ 132 e US$ 133 o barril. De acordo com a empresa, essas operações foram liquidadas no trimestre.

A empresa utiliza instrumentos derivativos como hedge para reduzir a exposição em elevação na taxa de câmbio em dólares.

De julho a setembro, a GOL recebeu 12 Boeing 737s, sendo que tirou de operação Boeing 737-300s e 8 Boeing 767-300.

Já em relação ao guidance, a empresa espera crescimento do RPK (demanda) oméstico brasileiro em 9,9%.
(Redação – InvestNews)

Link para a matéria

COMMENTS