Há falta de contêineres em Paranaguá

O Brasil é um grande exportador de carnes e frutas, mas não importa uma quantidade significativa de produtos congelados

Porto de Paranaguá faz dragagem emergencial para evitar colapso
GNV deixa de ser vantajoso para os taxistas
Inmetro apresenta regulamentação para adaptar veículos

CURITIBA, 22 de agosto de 2008 – O crescimento das exportações já provoca falta de contêineres em alguns portos brasileiros, principalmente dos modelos refrees, utilizados no transporte de cargas congeladas e refrigeradas. Segundo o diretor do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), Juarez Moraes, o Brasil é um grande exportador de carnes e frutas, mas não importa uma quantidade significativa de produtos congelados. Os contêineres refrees estão saindo e acabam não voltando para o País por causa dessa falta de movimento no sentido inverso”, alerta o diretor do TCP.

Segundo Moraes, as 13 empresas afiliadas à Associação Brasileira de Terminais de Contêineres (Abratec), em cujas instalações transitam 98% das cargas conteinerizadas movimentadas no País, estão operando no limite por causa do crescimento das exportações. “Em Paranaguá, esse tipo de operação cresceu 50% em 2007 e no semestre aumentou 16%”, disse. (Norberto Staviski – Gazeta Mercantil)

Link para a matéria

COMMENTS