Lentidão em SP reduz 34% no primeiro dia de rodízio dos caminhões

Média de lentidão no período da manhã desta segunda, primeiro dia de rodízio para os caminhões nas vias que delimitam o Centro Expandido da Capital paulista, foi de 27 quilômetros, 34% de redução em relação ao mesmo período do ano passado

TNT Mercúrio planeja novas rotas fora
ALL seleciona jovens para Programa de Engenheiros 2014
FedEx movimenta 17 milhões de encomendas no dia 12 de dezembro

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a cidade de São Paulo teve média de lentidão 34% menor na última segunda-feira de julho, em comparação com o mesmo período do ano passado. A data marca o primeiro dia de rodízio veicular para os caminhões nas principais vias da cidade, que delimitam o Centro Expandido, com as marginais do Pinheiros e Tietê e avenidas como a Bandeirantes, a Luíz Inácio de Anhaia Melo e a Salim Farah Maluf.

A restrição, que causa preocupação nos empresários do transporte de cargas na cidade, foi fiscalizada por agentes da CET em 45 pontos de São Paulo e, de acordo com o secretário Municipal dos Transportes, Alexandre de Moraes, teve efeito benéfico na redução dos congestionamentos em todas as regiões.

Durante o dia de ontem, a CET aplicou 476 multas aos motoristas que não respeitaram a restrição, concentradas, em sua maioria, na Av. dos Bandeirantes, nas marginais e na Av. Salim Farah Maluf, todas vias estruturais que delimitam a área de vigência do rodízio.

O presidente do SETCESP (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região), em entrevista à Globo News, disse que o rodízio causará transtornos, já que os veículos em passagem por São Paulo deverão aguardar nos acostamentos das rodovias que dão acesso à cidade para poder entrar no perímetro urbano depois do horário do rodízio.

COMMENTS